Sobre o Prêmio

O Prêmio Shell de Educação Científica busca, desde 2014, incentivar e valorizar professores das áreas de ciências e matemática premiando Experiências Educativas diferenciadas e inovadoras que, por meio de metodologias criativas, imprimam novas formas de ensinar e de aprender.

Reconhecemos o trabalho de professores que transformam a sala de aula em ambiente inovador, incentivando o interesse dos alunos pelo conhecimento científico, por meio de uma premiação que contempla um mergulho no berço da Ciência, em Londres!

Quem pode participar?
Professores das redes públicas – federal, estadual e municipal – no Rio de Janeiro e no Espírito Santo.

Categorias:

Ensino Fundamental ll

  • Professores de Ciências e Matemática.

Ensino Médio

  • Professores de Biologia, Física, Química e Matemática.

Participação
Em 2018, só no Rio de Janeiro foram 517 projetos enviados, sendo 385 do Ensino Médio e 132 do Ensino Fundamental II.
No Espírito Santo, foram 107 trabalhos submetidos, 63 na categoria Ensino Médio e 44 no Ensino Fundamental II.

Como funciona?
O professor inscreve um projeto inovador que desenvolveu com seus alunos no site do Prêmio. Todos os projetos inscritos são avaliados por uma comissão de avaliadores que faz uma primeira triagem. Posteriormente, os projetos são analisados por Avaliadores Masters, que irão escolher dentre os pré-selecionados, os seis finalistas e três vencedores de cada categoria.

Premiação
Uma viagem educativa para Londres na Inglaterra, onde os professores farão uma imersão na área das ciências, além de premiações em dinheiro que variam de R$ 1.500 a R$ 7.000. As escolas dos professores vencedores também são premiadas com equipamentos educacionais.